Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Toxicidade

20.10.17

Não sou boa com palavras.

Gosto de utilizar a música como veículo de expressão. É a forma através da qual sinto que me aproximo daquilo que quero dizer sentir. Vejo a minha reflexão nas palavras, nas letras. Talvez venha daí a minha dependência da música. 

 

Tinha ontem começado um post em tom de desabafo pela minha falta de paciência. Normalmente até costuma resultar bastante bem. Trata-se até de um dos objectivos deste blog: fazer com que me sinta mais leve.

No entanto teve o efeito completamente contrário. Acabei por ficar ainda mais frustrada e bastante irritada por estar a tocar nos assuntos que inicialmente me levaram a querer escrever.

Por vezes, o simples acto de descarregar toda esta toxicidade torna-se fisicamente cansativo. Não se consegue respirar. É como estar constantemente a correr maratonas.

Os dias tornam-se tão iguais mas cada vez mais excruciantes.

Preciso de férias desta cabeça. 

 

publicado às 19:12


8 comentários

Sem imagem de perfil

De David Marinho a 21.10.2017 às 03:50

Mas isso acontece porque tens demasiadas coisas na cabeça. E quando metes duas ou três coisas cá para fora, vem muito mais atrás. Até terminares, esses sentimentos vão existir. A música só te faz mascarar os problemas com uma banda sonora, não sai de ti.
Imagem de perfil

De vox nihili a 21.10.2017 às 09:59

Tenho sempre muita coisa por arrumar nesta cabeça, ahaha! Tens toda a razão. Gostei do teu ponto de vista mas, sinto que apesar de poder ser uma forma de mascarar os problemas, também ajuda a que os dias se tornem mais suportáveis.
Obrigada pelo teu comentário! :)
Imagem de perfil

De umacartaforadobaralho a 22.10.2017 às 13:14

Eu percebo o que queiras dizer su... Muitas vezes essa "toxicidade" acaba por ser tão exagerada, que só o facto de desabafar não chega, porque já está num estado tal, que tudo te irrita... E neste caso, sei bem do que falas, aff
"Os dias tornam-se tão iguais mas cada vez mais excruciantes." O conselho que tenho para ti é o mesmo que dou quando isso acontece a mim própria. Se a rotina se está a tornar cansativa, então faz tudo para mudá-la. Nem que sejam por pequenos passos. Por exemplo, em relação à 'macieira' (), como já vimos que não conversar com ela não adianta para ganhar consciência daquilo que faz, então esquece essa abordagem. Evita antes fazer o mesmo caminho/percurso do que ela, por exemplo, dando sempre desculpas até que ela se habitue. E não tenhas pena, porque se não fores tu a ter pena de ti, muito pouca gente tem. Quando estiveres a conviver, procura novas/outras pessoas. Por muitos defeitos que possam ter, pelo menos sempre são diferentes, e sempre te ajudam a ter dias menos "iguais".
Em último caso, se vires que nada está a resultar para o seu comportamento mudar, corta mesmo relações. Cortar relações tóxicas é sempre um passo gigante, mas necessário, para o nosso próprio bem-estar. Muita força linda! Estou aqui para ti
Imagem de perfil

De vox nihili a 22.10.2017 às 15:57

É difícil fugir à rotina quando não temos espaço de manobra, as in, tanto que fazer!
O que vale é que tenho sempre aproveitado da melhor maneira para estar com pessoas como tu. Em relação à macieira... por favor, é o menor dos meus problemas, ahaha! Claro que vou sentindo os meus instintos assassinos a quererem dar de si, mas passa.
Tão querida... obrigada linda! E eu para ti também, como sabes
Sem imagem de perfil

De Nuno a 26.08.2018 às 11:29

Escrever serve mesmo para isso exorcizar fantasmas descarrega coisas tóxicas que nos estão a poluir a nossa essência e no fim por cansado que estejamos por tocar nas feridas e por chorar com elas a sensação de leveza será muito compensadora desse esforço
Imagem de perfil

De vox nihili a 26.08.2018 às 21:21

Eram maus dias, estes, Nuno. Mas sim, tens toda a razão. É sempre recompensador o esforço
Sem imagem de perfil

De Nuno a 26.08.2018 às 21:51

Espero que tenha passado
Imagem de perfil

De vox nihili a 27.08.2018 às 10:57

Entretanto passou. Obrigada :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D