Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vox nihili

07
Mar17

a minha vida dava um filme indiano*

vox nihili

*título inspirado neste sketch dos gato fedorento.

 

a36b703a99444a7bfdaea0fe4f900d1d.jpg

Era a noite da final do festival da canção e estava toda entusiasmada a comer umas fenomenais panquecas de banana (modéstia à parte).

Estava tudo a correr bem, porque o que é que pode não correr bem quando estamos a encher o bucho?

Durante aquela fase mais entediante em que já se viu o que se queria ver, chegou a hora de falar com a bff.

 

Estava muito bem a dar à língua, quando... 

KABOOM! POING! BANG! FJDJGNDKOD! - deu-se a revolução de um Kraken dentro do meu dente.

 

Como explicar esta dor por palavras? Basta imaginar um prego a ser pressionado violentamente contra uma parede. Mas neste caso, nós somos a parede. E não é um prego qualquer. É um prego largo. E também não é um martelo leve! Por norma não são, de facto. Mas é um martelo daqueles super antigos e pesados, que só encontramos na garagem do nosso avô que é carpinteiro e que, é de tal modo forreta que não quis comprar ferramentas mais modernas.

Onde é que eu ia mesmo? Ah! a dor de dente.

Então... a partir daí, toca de tomar 2 brufen de 200mg.

Tem imensa piada porque brufen é tipo um capricho para um dente.

Então, pimba, mais 1g de paracetamol. E mais um!

 

Nisto, dormi sentada, apenas durante umas duas horas. Ainda consegui ver o fim do festival, because... prioridades.

Coloquei um bloco de gelo daqueles que supostamente se utiliza em arcas para refrescar bebidas ou whatever, se bem que nunca me lembro de ter usado aquilo com essa finalidade. (Gosto da palavra bloco. Bloco. Blo-co. Tem um tom robusto.)

Consegui distrair a minha mente, olhando para o que me rodeava e começando a deixar o pensamento divagar pelas coisas mais estapafúrdias de sempre.

Concentrei-me na luz do meu candeeiro e... surprise! Deixou de funcionar. Fez-me lembrar aquelas alturas nos filmes em que o estado de espírito se revela no cenário. Agora tem piada. Na altura foi só irritante.

 

Acordei com a cara vermelha porque adormeci com o bloco encostado à cara.

Tudo perfeito. Maquilhei-me para ir a uma entrevista de estágio. Vi-me ao espelho. Notava-se a pele tooooda seca por baixo da base. Toca de remover tudo.

 

Pintei apenas as pálpebras, apliquei rimel, dei um toque às sobrancelhas e ala moço. Tudo isto feito com um estado de espírito maravilhoso, como se pode imaginar. Saí de casa e fui a uma farmácia. Bendito seja o responsável pela criação do clonix. Que invenção mais maravilhosa. Eu, que odeio tomar medicamentos, estou rendida. Como foi comentado "pareço uma agarrada". Realmente, tirem-me a dignidade mas não me tirem o clonix. Esse néctar dos deuses em forma de cápsula azul-bebé. De bebé não tem nada. Rebenta com o estomâgo de qualquer pessoa.

 

Depois.... depois correu tudo bem!

Ah e antes que me esqueça... Não é que o raio da lâmpada voltou a funcionar? Lá está... é o cenário a adaptar-se ao estado de espírito! A minha vida realmente dava um filme. Indiano ou não é que já não sei.